Início > coisas do coiso > Economia Paralela

Economia Paralela

A economia paralela retira anualmente 30,8 mil milhões de euros aos cofres do Estado, representando já 22% do PIB português, de acordo com o Gabinete de Estudos Económicos do Banco de Portugal. Isto retirado do relatório do BdP em 2005!

Palavras para quê?!

Deixo-vos agora alguns exemplos de Economia Paralela: a contrafacção

A contracção já representa 5% a 7% do comércio mundial e é responsável pela perda de 200 mil postos de trabalho. Em Portugal, entre 2003 e 2005, foram apreendidos sete milhões de euros em produtos contrafeitos. Só no primeiro semestre de 2005 as apreensões totalizaram mais de dois milhões de euros. José Figueiredo refere precisamente que “o volume de mercadorias apreendidas é cada vez maior”. Tal como o dumping (prática de preços abaixo do custo), a origem deste tipo de produtos “é quase sempre a mesma China, Índia, países com mão-de-obra barata”, frisou.

No caso dos combustíveis, o grosso dos problemas relaciona-se com o gasóleo agrícola, utilizado para fins rodoviários, ou com a produção de gasóleo falsificado. Questionado sobre as implicações da alta do petróleo, o responsável afirma “quanto maior for o diferencial de preços, mais apetência há para a fraude. Mas tencionamos desenvolver mais e melhores acções”.

in DN

Agora um simples exemplo de Economia Paralela (que parece inofensivo mas…):

O Ambrósio, dono do Café do bairro, avia por dia 200 cafés que vende a 50 centimos cada.

Os Clientes tomam diariamente a saborosa e aromática bica mas pedir factura seria ridículo.

O Ambrósio para fazer um trabalho perfeito vai ao hipermercado e compra lá o café, como se fosse um particular amante da cafeína, sem factura, claro, e sem registo no seu número de contribuinte.

Resultado a matéria-prima, café, nunca entrou nas contas do Ambrósio, como ele também não passa factura tudo vai passar completamente ao lado de qualquer imposto sobre lucros. No IVA vai também “poupar” alguma coisa.

Contas simplificadas do IVA:

– Ambrósio compra 2kg de café a 8 euro o Kilo = 16 euro ( 1,72 euros de IVA)

– Isto dá para 200 cafés(1 dia) e dá para uma facturação de 100 Euros

– Esta facturação deveria incluir 11 euros de IVA a que seriam deduzidos 1,72 euros da compra, o resultado é que o Estado deixou de receber 9,28 euros de IVA e que estes 9,28 euros estão disponíveis para dinamizar a economia paralela pois já saíram do sistema.

Categorias:coisas do coiso Tags:
  1. paulosb
    26 de Julho de 2009 às 20:25

    e os Clientes do Ambrósio pagariam 55 centimos por cada café ou um pouco mais por causa do imposto sobre lucros.

  2. Ana
    27 de Julho de 2009 às 21:22

    As pessoas esquecem-se ou não percebem que para o Estado ter dinheiro para pagar os tão queridos subsídios que os portugueses adoram necessita de ter dinheiro.E como aparece o dinheiro nos cofres do Estado?Magia?Não!Impostos!Mas como em Portugal temos a mania de fugir ao que podemos aos impostos depois queixamo-nos…
    Claro que eu sei que o dinheiro do Estado também é muito mal utilizado, mas aí já entramos numa outra discussão: redução e optimização da despesa pública.
    Olhemos mais uma vez para o horizonte… Os nossos queridos países nórdicos…Ninguém foge aos impostos e se fugir são denunciados pelo vizinho do lado.E surpresa!Têm um nível de vida bastante elevado…
    Claro que os deputados andam de metro…
    Eu bem tento remar contra a maré,mas só me apetece é sair deste país.

    Bj e boas férias

    • paulosb
      29 de Julho de 2009 às 3:08

      só me referi as contas porque apenas reflectiam o interesse do lado do cobrador pois os clientes tambem beneficiam do café mais barato.

      Quanto aos paises” Nordicos” estão mais pequenos tens que excluir a Islandia.O que fez que estes tivessem um nivel de vida elevado foi o trabalho das pessoas nao foi o Estado atraves dos imposto.São nações ricas apesar dos imposto não por causa dos impostos.Ter riquezas naturais tambem ajuda.

      Os impostos foram criados por reis (o imposto mais antigo conhecido é do egipto, 3000AC) para fazerem guerras ou piramides, não foram inventados para beneficiar o povo.Agora só são outras as pessoas que beneficiam pelo menos em portugal na Noruega, Suecia, Dinarca, Holanda ainda tem reis.

      Se os portugueses não pagam, hipoteticamente, metade dos impostos comparando com os “Nordicos” então teríamos um sistema de ensino e saude com metade da qualidade,mas acho que concordas que nem isso temos.
      A diferenca esta nas pessoas que em portugal preferem ter um carro do que andar de transporte publico,se pensam que são mais felizes assim… o individual sobre o colectivo.Os “Nordico” historicamente dão importancia ao colectivo (os invernos lá são lixados)

      Ciao

  3. Ana
    29 de Julho de 2009 às 19:55

    Sim eu concordo que ter recursos naturais ajuda.Mas a maior parte do dinheiro do nosso estado vem das receitas fiscais (IVA,IRC, IRS),não há volta a dar.
    Se o país produz mais, também o Estado pode ir buscar mais.Se tivéssemos recursos como o petróleo (no caso da Noruega) claro que seríamos mais ricos.Mas não temos.Temos de pensar evoluir com o que temos e no nosso caso temos potencialidade para aproveitar as energias renováveis e passar a vender energia.
    É uma realidade que em Portugal somos bastante individualistas.
    Existem muitos problemas que poderiam ser minimizados se existisse um maior espírito de comunidade.
    Por exemplo, existem países em que existem lavandarias comunitárias para um prédio ou um bairro.
    A boleia também é algo que é bastante utilizado em diversos países.
    Estes são apenas exemplos muito simples do que poderíamos fazer e poupar se nos uníssemos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: